Rugas: existem diferentes tipos? Saiba quais são elas e como tratar

Sep 2 2021

Rugas: existem diferentes tipos? Saiba quais são elas e como tratar

Flávia Alessandra e Galderma

Com o envelhecimento, a pele é uma das áreas mais afetadas. E, dentre os efeitos do tempo, está o surgimento de rugas. Mas, fica a pergunta: existem diferentes tipos delas? De acordo com a Dra. Mamy Honda(CRM-SP 1306161), médica dermatologista, existem dois principais:

“Os principais tipos de rugas são linhas estáticas e dinâmicas. As estáticas são aquelas formadas mesmo na ausência do movimento. Já as dinâmicas são formadas no movimento dos músculos da face”, explica a especialista.

Para evitar o aparecimento dessas rugas, é possível exercer algumas ações específicas que você confere aqui.

Porém, para aqueles que já as possuem e não sabem o que fazer para amenizar as rugas, a recomendação é um tratamento específico que trabalha relaxando os músculos da face.

 

Dificuldade no tratamento também é diferente entre as rugas dinâmicas e estáticas

A Dra. Mamy Honda também ressalta que as rugas estáticas são consideradas mais difíceis de tratar, já que estão “instaladas” na pele.

“Enquanto isso, as linhas dinâmicas podem ser tratadas com aplicação de um produto específico de forma corretiva e preventiva, uma vez que a utilização regular pode prevenir a evolução dessas rugas para rugas estáticas”, sugere a médica. Ela ainda propõe um procedimento com ácido hialurônico injetável para colaborar de forma mais efetiva com a minimização das rugas estáticas.

Saiba como a união entre dois produtos do portfólio Galderma Aesthetics podem colaborar de maneira efetiva no tratamento das rugas.

 

Aparecimento de rugas pode colaborar com uma expressão de braveza permanente

Além do aspecto envelhecido, o aparecimento dessas linhas de expressão pode dificultar a forma como cada indivíduo e suas emoções são vistas. Afinal, uma das reclamações mais comuns é como elas deixam a pessoa permanentemente parecendo com raiva, triste ou cansada.

Essa desconexão entre o sentimento real e o que o paciente transparece pode afetar mais do que a autoimagem, também prejudica a autoconfiança e a qualidade de vida (Finn CJ et al. Dermatol Surg 2003; 29 (5): 450–455 .; Carruthers A et al. J Cosmet Laser Ther 2007; 9 (Suplemento 1): 6–10).¹

Independentemente do tipo, porém, é fundamental procurar a ajuda do especialista. Ele será capaz de estudar de maneira mais detalhada a origem das suas rugas, além de propor o tratamento mais adequado. Converse com ele e tire as suas dúvidas sobre o melhor plano de ação em prol da sua pele.

 

FONTE:

¹https://www.galdermaaesthetics.com/anti-wrinkle-botulinum-toxin-treatment

 

08/2021 BR-OTH-2100218